sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Dia da Língua Gestual Portuguesa


No dia 15 de novembro de 2012 comemorou-se o “Dia da Língua Gestual Portuguesa” (LGP) na Escola Básica de Santa Catarina, como é habitual por parte do Núcleo de Educação Especial. As atividades foram dinamizadas pelas professoras responsáveis pela Educação Bilingue de Alunos Surdos, Ana Couto e Estela Morgado e pela Intérprete de LGP, Cátia Franco.
A comemoração desta data decorreu na Biblioteca e consistiu na apresentação de um episódio da série “Sue Thomas FBEye”, baseada na história verídica de uma agente surda do FBI, protagonizada pela atriz Deanne Bray, também ela surda. Este episódio destinou-se apenas às turmas de 3º ciclo com alunos surdos. O episódio não estava legendado, pretendendo-se que os alunos ouvintes sentissem a dificuldade com que os alunos surdos se deparam quando a informação não lhes é transmitida na sua língua natural.
Ao grupo do Pré-escolar e turmas do 2ºB e 4º D, apresentou-se a história “O que é que se passa aqui“ de Manuela Micaelo, contada em LGP, por Sandra Coelho e narrada em Língua Portuguesa oral. Pretendeu-se que as crianças/alunos tivessem contacto com uma história contada por um nativo da LGP.
Os diversos grupos/turma reagiram com entusiasmo e corresponderam às expetativas referentes a cada atividade.
A equipa dinamizadora agradece a todos os que participaram na comemoração deste “Dia da Língua Gestual Portuguesa” bem como à equipa da Biblioteca pelos recursos disponibilizados.


quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Rita Campos nas bibliotecas escolares de Santa Catarina e Alvorninha



Integrada nas atividades de comemoração do mês Internacional das bibliotecas escolares e com a temática centrada no MAR, as bibliotecas de Santa Catarina e de Alvorninha receberam no passado dia 5 de novembro de 2012, Rita Campos para a apresentação do seu livro “A Manta Clarinha”, aos alunos do 1º ciclo. A autora explicou aos alunos que a história deste livro surgiu a partir de uma surftrip que fez no oceano Índico. Aí viu golfinhos e mantas muito grandes que a impressionaram e a levaram a escrever uma aventura debaixo do mar e cuja personagem principal é nem mais nem menos do que uma manta.




quinta-feira, 8 de novembro de 2012

"A qualidade da nossa escola medida nos rankings"

Vale a pena ler!

Os factos aqui apresentados, resultam da recente publicação dos rankings de escolas, nos meios de comunicação social. A sua publicação baseia-se, como se sabe, nos resultados obtidos pelos alunos nos exames nacionais, salientando a importância deste tipo de avaliação como instrumento de controlo institucional sobre a qualidade das aprendizagens realizadas nas escolas.Apesar de se reconhecer que muitos são os fatores que afetam o desempenho dos alunos neste tipo de prova e que muitos contestam a sua validade, não pode ser ignorado o impacto que a divulgação dos rankings tem tido na opinião pública e na preocupação que os pais, os professores, a comunidade educativa e a sociedade em geral manifestam relativamente aos resultados obtidos pelas escolas neste tipo de prova.
Assim, à imagem de outros anos, foi com um sentimento de satisfação que o “nosso” Agrupamento registou, nos exames nacionais, resultados acima da média verificada a nível nacional. Apesar da posição aparentemente modesta evidenciada pelos diversos rankings (posicionada entre 300º e 400º), esta não deve ser desvalorizada tendo em conta o número total de escolas da lista (mais de 1300). Outro fator inovador nos rankings publicados este ano por alguns órgãos de comunicação social, foi a comparação feita entre escolas com características idênticas, na qual a Escola Básica de Santa Catarina surge na posição 29, num conjunto de cerca de 300 escolas. Este facto, não só evidência a qualidade do trabalho desenvolvido por todos no “nosso” Agrupamento, como transmite alento para continuar a percorrer um caminho de constante melhoria e, assim, permitir aos nossos jovens alcançarem o desejado sucesso escolar e profissional.

Marco Lemos