sexta-feira, 15 de abril de 2011

Semana da Leitura em destaque na biblioteca de Alvorninha


Escritora e contadora encantam
 
No conjunto das iniciativas da Semana da Leitura que no caso do nosso agrupamento se estendeu por três semanas, de 21 de Março a 8 de Abril, foram várias as iniciativas de que já fomos dando conta neste jornal, apenas mais uma nota para destacar a contadora de histórias Julieta Franco que presenteou alunos e professores do 1º Ciclo com o seu mundo de trapos e de sonhos, onde alegres, coloridas e simpáticas personagens, recriadas em fantoches, manuseados com a participação dos alunos, contaram a história “O sonho da princesa Clarice”, para encanto de todos os presentes. No final houve pozinhos da lua e guizinhos para todos, espalhando-se a magia da Fada das Cores por toda a nossa escola. A escritora Vanda Furtado Marques apresentou às turmas do pré-escolar o seu livro “A Estrela do Rei”, vestida em sintonia com o livro, o cabelo enfeitado de estrelas e com uma cana de pescar estrelas cativou a plateia com uma história que nos ensina a aceitar que não podemos ter tudo o que queremos. Vários encarregados de educação vieram à escola, ler livros para os alunos, o que muito agradou a todos e deixou cheios de orgulho os respectivos educandos. O destaque vai ainda para a exposição intitulada “A Floresta Encantada” onde doze quadros de alunos do 4º  E recriam uma floresta mágica onde vivem em harmonia seres da natureza e seres fantásticos: duendes, gnomos, fadas, elfos…

Mais iniciativas da Semana da leitura
Prémios para quem lê  

No passado dia 25 de Março foram entregues aos alunos vencedores os prémios da iniciativa “Cada vez leio +”. Esta iniciativa visa premiar os alunos que leram durante mais tempo na biblioteca. Foi uma das formas que encontrámos para estimular a leitura autónoma nos alunos e aumentar o tempo a ela dedicado. A vencedora foi a Margarida Costa do 2ºB com 77 minutos de leitura, mas a turma do 2º B também está de parabéns, pois 9 dos 10 alunos premiados pertencem a esta turma.

“Leituras Luminosas - Plantar poesia”

No dia 8 de Abril, último dia da Semana da Leitura, alunos e professores juntaram-se no espaço da biblioteca para dizer poesia. O título escolhido para a iniciativa pretende sugerir que a poesia tem o poder de iluminar a mente, por um lado e por outro lado, homenageia os Dias Mundiais da Floresta e da Poesia. As poesias escolhidas fazem parte do livro “Herbário” de Jorge Sousa Braga. Este livro tem lindas poesias para diferentes tipos de plantas. Os alunos gostaram de participar nesta actividade e no final ficou combinado mais momentos destes no 3º período.

Aqui fica uma poesia para vos aguçar o gosto!

 
Arte amiga do ambiente
A finalizar julgo ser merecedora de realce a decoração da nossa escola onde se procurou reutilizar materiais decorrentes de embalagens e/ou anteriormente empregues noutros artefactos ou situações. O cartão das embalagens das novas estantes da biblioteca e os jornais foram a base de inúmeras produções. A foto abaixo mostra pormenor da entrada da escola.


quinta-feira, 14 de abril de 2011

SEMANA DA LEITURA 2011

Pelo quinto ano consecutivo, o Plano Nacional de Leitura veio propor às escolas e aos agrupamentos que comemorassem a Semana da Leitura. E, pelo quinto ano consecutivo, o Agrupamento de Escolas de Santa Catarina celebrou o livro e a leitura, entre os dias 21 de Março e 8 de Abril. Durante estes dias, os livros estiveram ainda mais presentes do que durante o resto do ano e houve várias actividades que, certamente, ficarão na memória de todos os que nelas participaram ou assistiram. Assim, recebemos a visita da “contadora de histórias” (como ela faz questão de se definir) Julieta Franco, que abriu as portas do seu Mundo de Fantasia, desta vez, para os nossos alunos do primeiro ciclo – as bibliotecas da EBI/JI e de Alvorninha foram invadidas por personagens feitas de trapo… e de sonhos. Também Vanda Furtado Marques esteve no dia 28 de Março na EB de Alvorninha e a 31 de Março nos Jardins do Carvalhal Benfeito e Antas e na BE da EBI/JI, onde apresentou o seu último livro – O Rei e a Estrela - aos meninos do pré-escolar. No último dia, 8 de Abril, tivemos a visita de um jovem que se inicia na arte da poesia, Tiago d’Almeida, que veio apresentar o seu livro Versos Rasgados…aos alunos dos 8º e 9º anos.
Mas tivemos também a primeira fase das Batalhas da Leitura|Poesia, uma acção promovida pelas bibliotecas em articulação com a coordenação do PNL e professores de Língua Portuguesa (das escolas do 2º e 3º ciclos e secundário dos concelhos de Caldas da Rainha e Óbidos), nas quais participaram todos os alunos dos 2º e 3º ciclos da EBI/JI; as “histórias com História” animaram, igualmente, a biblioteca da EBI/JI, numa apresentação feita pela professora Sónia Araújo, da equipa da biblioteca escolar, para os alunos do 5º ano; a segunda fase das Olimpíadas da Leitura, o Concurso de Ortografia dinamizado pelas professoras de Língua Portuguesa (com participação de todos os alunos do 5º e do 6º anos), a Feira do Livro… A leitura de poemas na biblioteca da EBI/JI, pelos alunos do 5º C sob orientação da professora de Língua Portuguesa e construíram a Árvore da Poesia; A participação dos alunos Carolina Roque Santos e Filipe Antunes do Couto do 6ºA e da aluna Joana Carolina Mateus do 6ºC no Concurso “O Cartaz da Minha Escola”, promovido pelo Plano Nacional de Leitura, no âmbito da Semana da leitura e subordinado ao tema Leitura, Floresta e Energia… Um agradecimento especial às professoras Manuela Oliveira e Susana Silva, sem as quais estas actividades não teriam sido possíveis!   
As alunas Beatriz Luís, do 7ºC, Ana Margarida Pinto, do 8ºC, e Raquel Rocha, do 9ºA, que participaram na fase distrital do Concurso Nacional de Leitura, que decorreu em Alcobaça. A Raquel Rocha, do 9ºA que passou à fase final do mesmo concurso realizado no dia 2 de Abril, no cineteatro de Alcobaça e embora não tenha passado à fase nacional que decorrerá em Lisboa, em Junho, esteve muito bem e merece os nossos parabéns!
E tantas outras actividades… os pais, avós e e irmãos vieram contar e cantar histórias às salas de aula dos seus familiares, alunas do 6º A  e do 9º A leram histórias aos meninos do pré-escolar e do 1º ciclo … e houve lugar para o já tradicional “Tempo de Ler”, quarenta e cinco minutos de leitura recreativa, no dia 25 de Março, de manhã – em que todos os elementos da comunidade educativa foram convidados a suspenderem as suas actividades para, pura e simplesmente, lerem. 
Foi uma (três…) semana tão cheia, que não há palavras para agradecer a todos os que colaboraram, abdicando do seu tempo livre em prol dos livros e da leitura. A todos, BEM-HAJAM!
Eudora Pereira (professora bibliotecária)
Sílvia Pedro (coordenadora do Plano Nacional de Leitura)

CHÁ E FOLAR para todos!


No passado dia 7 de Abril, os alunos da Unidade de Multideficiência em conjunto com os alunos surdos puderam, novamente, desfrutar de uma experiência significativa.
Os alunos confeccionaram os folares na sala da Unidade. O trabalho foi orientado pelas docentes Helena Maia e Helga Magalhães em parceria com as assistentes operacionais.
A actividade continuou com a oferta de um lanche à comunidade educativa que acedeu com agrado ao convite de tomar chá e comer folar.





Os alunos ficaram muito contentes e orgulhosos com os louvores recebidos da comunidade educativa pelo trabalho desenvolvido!

domingo, 10 de abril de 2011

Cinco alunas da EBI de Santa Catarina recebem prémio pelas mãos da Ministra da Educação


“Como é para ti a escola de futuro?” Foi esta a pergunta que a associação EPIS – Empresários pela Inclusão Social – lançou e a que responderam centenas de alunos do terceiro ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário, em representação de várias dezenas de escolas e agrupamentos de escolas do país.
As alunas defendem o seu trabalho
Para Beatriz Norte, Cláudia Constantino, Mariana Henriques, Raquel Rocha e Rita Pereira, alunas das turmas A e B do 9.º ano do Agrupamento de Escolas de Santa Catarina, esta escola, a do futuro, deverá ser tecnológica – em que a tecnologia surge ao serviço de alunos e professores, sustentável – pois o planeta tem recursos limitados, e adaptada – para que todas as pessoas, independentemente das suas características, tenham igualdade de oportunidades. Foram estes os três aspectos centrais do trabalho que desenvolveram e que, devido à qualidade que lhe imprimiram, tiveram de defender, numa primeira fase, na sede da EPIS, em Lisboa, perante um júri muito rigoroso e crítico. No dia 18 de Março foram apresentados seis trabalhos, em representação de outras tantas escolas.


A alegria de verem o seu trabalho reconhecido
Desses seis, o júri seleccionou três, os vencedores, cujos autores tiveram a honra e a responsabilidade de apresentar e defender na 1.ª conferência da EPIS, que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, no dia 6 de Abril, perante individualidades como Marçal Grilo (administrador da Gulbenkian), Suzana Toscano (em representação do Presidente da República) e António Pires de Lima (presidente da Direcção EPIS), entre outros, e perante centenas de professores e alunos de várias escolas do país, que encheram dois auditórios da Fundação.
Os três trabalhos premiados foram produzidos por alunos da Escola Secundária com 3.º Ciclo Joaquim de Carvalho (DREC), da Escola Profissional Gustave Eiffel - Venda Nova (DRELVT) e pelas cinco alunas já referidas da Escola Básica Integrada de Santa Catarina (DRELVT). Todos os vencedores foram surpreendidos, no encerramento da conferência, pela entrega de prémios – livros e material informático para as escolas e um netbook para todos os alunos vencedores. Os prémios foram entregues pela Ministra da Educação, Isabel Alçada, e pelo presidente da Direcção EPIS, António Pires de Lima, e foram o culminar de um dia que ficará na memória destes alunos durante muito tempo.
Parabéns a todos os vencedores e um bem-haja muito especial à Beatriz, à Cláudia, à Mariana, à Raquel e à Rita pelo empenho, disponibilidade e dedicação demonstrados durante a realização do trabalho.
É hora de receberem os prémios
O feliz grupo, no final do dia

Em Março aconteceu... pelos alunos do 1º A da EBI/JI de Santa Catarina

Gostámos muito do mês de Março, porque foi muito rico em actividades diferentes. Comemorámos o Carnaval, o Dia do Pai, o Dia da Floresta, fomos à Visita de Estudo, tivemos uma sessão sobre alimentação saudável com a senhora enfermeira Teresa Bilhastre, participámos no momento de leitura “Tempo de ler …”, no âmbito da Semana da Leitura, e numa actividade na Biblioteca, com a autora Julieta Franco.

O Carnaval foi muito divertido. Começámos por fazer trabalhos de grupo sobre a floresta, por ser o Ano Internacional da Floresta e, por isso, o tema do Carnaval. Depois, transformámos sacos de papel em árvores (sobreiros), que usámos no desfile. Pintámos o tronco nos sacos, e colámos folhas que andámos a recortar durante muito tempo, em casa e na escola, usando papéis velhos, em tons esverdeados. Para melhor identificar a fantasia, fizemos uma espécie de chapéu, onde colámos duas bolotas e escrevemos o nome da árvore.















Para comemorar o Dia do Pai, cada um de nós fez um postal com uma mensagem, e um tapete em papel “musgumi”, com a forma de um gato, para colocar debaixo do rato do computador, que oferecemos ao pai com muito carinho.


 
Para festejar o Dia Mundial da Floresta e, ao mesmo tempo, o início da Primavera, plantámos três carvalhos pequeninos nas traseiras da escola, que andamos a regar com muita dedicação.
 
No dia 22 realizou-se a Visita de Estudo a Lisboa. Fomos ao teatro Politeama ver a peça “Sítio do Pica-pau Amarelo”, e à Torre de Belém. Adorámos tudo, mas principalmente o teatro, que foi espectacular.

 
No dia 23 veio a senhora enfermeira Teresa Bilhastre fazer uma acção de formação sobre alimentação saudável. Ela explicou muitas coisas importantes e disse-nos que tínhamos de mudar a nossa alimentação em casa, porque apercebeu-se que comemos coisas que nos fazem mal, e não comemos as que nos fazem bem, como por exemplo a sopa, a salada, a fruta, etc.



Na sexta-feira, dia 25, tal como toda a escola, também participámos no momento de leitura “Tempo de ler …”, apesar de ainda não conseguirmos ler tudo. Alguns meninos trouxeram livros de histórias, e outros leram as que existem no manual, pois são mais fáceis e adequadas às nossas capacidades de leitura. O importante é que todos passámos 45 minutos a ler.






No dia 29, tivemos um encontro com a escritora Julieta Franco, que veio à Biblioteca apresentar o livro “O Sonho da Princesa Clarice”, e nós participámos nessa apresentação. Foram distribuídas as personagens, em forma de fantoches, que ela própria criou e, à medida que ia contando a história, nós representávamos com os bonecos. 

Foi muito divertido!

sábado, 9 de abril de 2011

Um Dia no Laboratório

A convite de uma encarregada de educação que trabalha no Pólo da Universidade Católica, em Caldas da Rainha, a turma do 1º ano da EB de Alvorninha foi visitar aquela instituição.
Os alunos participaram, no laboratório, em actividades de sensibilização para a Ciência: “O mundo secreto das plantas” (observação de diferentes folhas e flores e registo das principais características morfológicas); “Será magia?” (visualização de reacções químicas que resultam em alterações visuais); “Vamos medir e contar” (leitura de volumes em material graduado); “Pega monstros” (síntese de um gel viscoso e colorido).
           
“Gostei muito da experiência do pega monstros e da experiência das cores. Gostei muito da universidade. O laboratório é uma sala para fazer experiências.”
Alexandre Costa

“Eu gostei mais de ir ao laboratório onde se pode fazer experiências. Eu adorei a experiência das cores.”
Lara Cipriano




Biblioteca Escolar de Alvorninha – espaço família



No dia 24 de Março, pelas 17 horas, aconteceu na nossa biblioteca uma oficina pedagógica para pais e encarregados de educação, intitulada “Formação de Leitores”. Foi um momento de reflexão sobre a importância da leitura e sobre o acto de ler em si. Viram-se filmes, foram apresentadas sugestões sobre o que ler, onde e como. A ênfase foi colocada na necessidade de tornar a leitura uma fonte prazer e na relevância que a família assume neste contexto.

Dia Mundial da Água


No dia 22 de Março, festejámos o Dia Mundial da Água. Vimos um P. Point  sobre a “Viagem da gotinha de água”, ouvimos canções e trocámos ideias acerca da necessidade de poupar água. Afinal sabemos muito bem o que fazer para não desperdiçarmos este bem tão precioso!
No dia seguinte, na biblioteca, “entrámos numa gota de água” e percebemos porque é tão especial a água! Ficámos todos a saber que a molécula da água é formada por um átomo de oxigénio e dois de hidrogénio… até fizemos um jogo: em grupos de três, formámos várias moléculas de água. Fizemos uma espécie de dança e “ficámos em estado sólido, líquido e gasoso”!
Depois fomos para o nosso laboratório! Foram várias as experiências que fizemos. Com a experiência “Sopa de pó” aprendemos que a água, como nós, também tem uma pele que é preciso ter em atenção – chama-se tensão superficial dos líquidos.

MATERIAL:

Champô
Detergente para a louça
Palitos
Pó de talco
2 tigelas de sopa
água

COMO FAZER:

1. Enche as duas tigelas com água.
2. Salpica uma fina camada de pó de talco na superfície da água.
3. Mergulha a ponta de um palito no champô e toca com a ponta no centro do pó de uma das tigelas.
4. Observa o movimento do pó.
5. Mergulha a ponta de um segundo palito no detergente para a louça e toca com a ponta no centro do pó da segunda tigela.
6. Observa o movimento do pó.

O QUE ACONTECE:

O champô faz com que o pó talco se quebre como grandes blocos flutuantes de gelo. O pó corre para o lado da tigela e começa a submergir quando é tocado pelo detergente para a louça.

POR QUE ACONTECE? 

O pó de talco é resistente à água. Os grãos de pó flutuam no cimo da água. As moléculas de água na superfície estão a puxar igualmente em todas as direcções antes do champô ou de o detergente para a louça serem adicionados. A adição do champô ou do detergente para a louça quebra a atracção entre as moléculas de água, onde quer que se toque, fazendo com que a água se mova para fora e arraste o pó flutuante com ela. O champô é um agente humedecedor moderado, enquanto que o detergente para a louça é um forte agente humedecedor. Um agente humedecedor permite que a água se espalhe rapidamente sobre a superfície de um sólido e penetre na superfície de alguns sólidos. O detergente para a louça dissolve-se na água e a água cobre rapidamente os grãos de pó de talco, fazendo com que submerjam até ao fundo da tigela.



21/Março… um dia muito rico!

Comemorar o Dia Mundial da Floresta, o Dia Mundial da Árvore e o Dia Mundial da Poesia foi pretexto para fazer do dia 21/Março, um Dia Diferente na EB de Alvorninha.
Logo pela manhã, recebemos a visita dos Bombeiros Voluntários de Caldas da Rainha. O bombeiro Hélder Freitas veio acompanhado dos infantes Henrique Freitas (EB de Alvorninha), Luís Mendinhas Faustino, David Simões e Tiago Falacha (alunos da EBI de Santa Catarina). Mostrou-nos uns filmes e falou-nos sobre a importância da preservação da floresta, dos comportamentos adequados para evitarmos situações de perigo e também das atitudes a tomar no caso de incêndio ou sismo. Foi muito engraçado vermos os infantes a responder à “ordem unida” e o bombeiro Hélder a vestir, num instantinho, o equipamento necessário para apagar os fogos.
O pai do Luís e da Judite, uma vez mais, ofereceu-nos uma canção: “As árvores e os livros”. É muito gira e estamos todos a aprender a cantá-la! 
 Na Biblioteca, conhecemos o livro “A Árvore das Folhas A4”. E, no meio de tanta árvore, apareceu também a árvore da poesia! Cada turma recebeu uma colectânea de poesias sobre a árvore, para ler e ilustrar. Depois, quem quiser vai à Biblioteca ler o poema que mais gostou!
No final, cada turma fez a plantação de ervas aromáticas no seu canteiro! E, com o apoio do professor de Sensibilização Ambiental, semeámos as bolotas que tínhamos posto a germinar.
Foi um rico dia!





Os meninos da sala2 grupo A da EB/JI de Alvorninha deram inicio à sua horta para comemorar a chegada da Primavera e o dia Mundial das Florestas.
Plantaram e semearam ervas aromáticas (oregãos, alecrim, alfazema, lúcia-lima,etc). Esta actividade está integrada no Projecto Comenius e contou com a participação dos encarregados de educação.